segunda-feira, 30 de outubro de 2006

Ajuda muito, mas as vezes atrapalha.

Nesse final de semana lí sobre o aumento da média de temperatura na Australia.Está muito seco e fazendo muito calor. Essa situação vem se mantendo já há algum tempo , e se continuar , a longo prazo pode atrapalhar sua produção viti-vinícola.
Por causa do calor, as colheitas terão que ser feitas mais cedo e isso compromete a qualidade da maturação das uvas.
Segundo cientistas autralianos, até 2030, a temperatura vai subir por volta de 2 graus , isso poderia reduzir o nível de qualidade das uvas de castas mais sensiveis ao calor , que seriam Pinot Noir,Sauvignon Blanc e algumas variedades de Chardonnay, em até 50% em algumas
regiões .
Na região de Coonawarra, a previsão é de subida nas temperaturas em até 6 graus centigrados em média ate 2050.
Em um país que exporta o que os autralianos exportam em vinhos(A$2,7 bilhão em 2004/05), o calor que sempre é bem vindo , se torna um malefício.
Qual a solução? Castas mais adaptadas ao calor constante e inclemente.O problema será a produção de vinhos muito alcólicos, quase intragáveis.Ja vemos isso na Argentina.
A tendência em muitos países é o calor constante.Se isso por um lado atrapalha muito, as vezes ajuda.
A safra 2005 dos vinhos da serra gaúcha será fantástica, como nunca houve.Por causa da onda de calor ano passado.

2 comentários:

Murilo disse...

Muito bom, não tinha visto Blog de vinho. Deve existir, mas tenho certeza este será um dos top...:))
Abs

Anônimo disse...

Agora deu para entrar e ver o blog.
Falta a foto.
Se esta gostando de fazer , va em frente.
Abraços.
Roberto.